TurfeOnline.com

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Banner
Banner
Banner
Banner


SÃO PAULO, SÁBADO (06/01). Disputado no percurso de 1.600 metros, em pista de grama macia, com cerca móvel, do Hipódromo Paulistano, o Clássico Tito Mello Zarvos 2018 (Listed Race – R$ 9.000,00) – para produtos de 3 anos e mais idade –, foi vencido pelo talentoso tordilho Xingu Thunder (5.Durban Thunder e Now Cat por Know Heights), criado pelo Haras Ponta Porã e pertencente ao Stud Galope.

Contando com direção precisa de André Luiz Silva, o neto do memorável garanhão Know Heights, que vinha de recente conquista no Grande Prêmio Natal 2017 (G.III), novamente reinou de ponta à ponta. Valente ao extremo, Xingu Thunder teve forças para manter meio corpo de vantagem sobre o qualificado Frisson (6.Refuse To Bend), de intensa luta pela vitória. O bom Fort Red (3.Redattore) chegou próximo no terceiro lugar. A quarta posição pertenceu a Anthony Quinn (6.Elusive Quality), deixando Xambre Thunder (5.Durban Thunder) no complemento do marcador. Já José Cuervo encerrou o lote, em sexto.

Muito bem preparado, no Paraná, pelo cuidadoso Delmar Lima Albres, o vencedor, Xingu Thunder, que conquistou o sexto triunfo nobre de sua campanha, registrou a marca de 1m36s114s.

FOTO: Hipódromo de Cidade Jardim

XINGU THUNDER: Belo tordilho voltou a ter dias de glória


 

SÃO PAULO. A bela potranca Nogueirinha (3.Soldier Of Fortune e Ijubinha por First American), criada pelo Haras Santa Camila e pertencente ao Stud Hole In One, se impôs na edição 2018 do Clássico Baronesa Marie Blanche Von Leithner (Listed Race – R$ 9.000,00) – para fêmeas de 3 anos e mais idade –, um dos destaques da reunião de Sábado, 6 de Janeiro, no Jockey Club de São Paulo.

Contando com preciosa orientação de Marcos Ribeiro, a neta de First American, que buscava seu primeiro triunfo na esfera clássica, permaneceu em quarto durante o começo da competição, aguardando a reta de chegada para evoluir. Na energia de seu piloto, Nogueirinha lutou intensamente por seu objetivo na hora da verdade, atingindo-o pouco antes do espelho, ao superar a também gaúcha Zuzu Bem (3.First American) pela pequena diferença de meia cabeça. A participativa Holy Byblos (4.Holy Roman Emperor) cruzou o disco próxima no terceiro lugar. Una Península (4.Molengão) foi a quarta e Great Vista (3.Pioneering) a quinta colocada. Depois, finalizaram: Brave Caroline, Été A Paris e Marica’s Mon.

O eficiente Eduardo Garcia é quem responde pelo treinamento da ganhadora, Nogueirinha, que percorreu os 1.600 metros, em pista de grama macia, com cerca móvel, do Hipódromo Paulistano, na marca de 1m35s908s.

FOTO: Hipódromo de Cidade Jardim

NOGUEIRINHA (centro) garantiu seu primeiro

êxito nobre somente nos últimos metros


 

SÃO PAULO. Confirmando o seu amplo favoritismo, a qualificada corredora Cinderela (5.Out Of Control e Threelittlewords por Wild Event), de criação do STUD TNT e propriedade do Haras Phillipson, derrotou as quatro adversárias que enfrentou na Prova Especial Dulce 2018 (R$ 5.500,00) – para fêmeas de 3 anos e mais idade –, disputada Sábado, dia 6, no percurso de 2.600 metros, em pista de grama pesada, com cerca móvel, do Hipódromo Paulistano.

Muito bem dirigida pelo excelente André Luiz Silva, a descendente de Out Of Control permaneceu no terceiro lugar até a metade da reta oposta, quando passou a vigiar de perto a veloz potranca Tango Mania (3.Soldier Of Fortune).

Ao adentrarem a reta de chegada, Cinderela precisou pressionar para obter seu segundo triunfo na esfera clássica. Mesmo encontrando uma inspirada Tango Mania em seu caminho, a neta de Wild Event assegurou a vitória pouco antes dos 200 metros finais, garantindo pouco mais de 1 corpo de vantagem sobre sua maior rival. Afastada, em terceiro, finalizou Sirinx (3.Public Purse). Fackellilie (3.Nedawi) completou a prova em quarto, deixando Olympic Giulia (4.Shirocco) na quinta e última posição.

A vitoriosa, Cinderela, que recebe o qualificado treinamento do ótimo Ermelino Sampaio, marcou o tempo de 2m45s902s.

FOTO: Hipódromo de Cidade Jardim

Ninguém conseguiu superar a grande favorita CINDERELA


 

SÃO PAULO, SÁBADO (06/01). Esbanjando classe em sua primeira exibição nas pistas, a promissora potranca Adaga do Rei (2.Trinniberg e Ke Segredo por Punk), que foi criada pelo Haras Ponta Porã e defende os interesses da parceria do HARAS DO MORRO com o Stud Versiani, ergueu o troféu da Prova Especial Eleutério Prado 2018 (R$ 5.500,00) – para potrancas de 2 anos –, realizada na distância de 1.000 metros, em raia de grama pesada, do Hipódromo Paulistano.

Muito bem pilotada pelo competente André Luiz Silva, a neta de Punk, posicionada entre as ponteiras desde a largada, desvencilhou-se de suas rivais na seta dos 300 metros finais, seguindo para o espelho com pouco menos de 2 corpos de vantagem sobre suas rivais. A bela Shanghai Princess (2.Shanghai Bobby), em elogiável performance, ficou com a formação da Dupla, deixando a atropeladora Today And Tomorrow (2.Put It Back) no terceiro lugar. Hora da Onça (2.Silent Times) cruzou o disco em quarto, com Honorável Bisca (2.Siphon) no complemento do marcador. Depois, chegaram: Sedução de Birigui e Never Land.

Carinhosamente treinada, no Paraná, pelo competente Delmar Lima Albres, a ganhadora, Adaga do Rei, assinalou o tempo de 56s652s.

FOTO: Hipódromo de Cidade Jardim

ADAGA DO REI venceu e convenceu!


 

SÃO PAULO, SÁBADO (06/01). Eleito grande favorito pelos apostadores, o precioso potro Gato Arisco (2.Belur e Julia Donna por Effervescing), criado pelo Sr.Hermano Antonio Henning e pertencente ao Stud Castellabate, garantiu o troféu da Prova Especial Raphael de Barros Filho 2018 (R$ 5.500,00) – para produtos de 2 anos –, programado para o percurso de 1.000 metros, em pista de grama pesada, do Hipódromo Paulistano.

Seguramente comandado pelo ótimo Vagner Leal, o filho de Belur foi para a dianteira logo após a partida e assim veio para o disco. Mesmo pressionado, Gato Arisco teve forças para manter 1 corpo e meio de vantagem no espelho sobre o insistente Quick Hillie (2.Quick Road), que vendeu caro a derrota. Afastado, em terceiro, finalizou Híbrido (2.Siphon). Sangue de Birigui (2.Kará de Birigui) chegou em quarto, com Sansão de Birigui (2.Kará de Birigui) na quinta e última posição.

Esta foi a primeira conquista da campanha do vitorioso, Gato Arisco, que recebe o treinamento do eficiente Sebastião Macedo. Os cronômetros foram travados na marca de 57s490s.

FOTO: Hipódromo de Cidade Jardim

GATO ARISCO mostrou que será um dos grandes nomes de sua Geração


 

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner

Apoio

Banner

Banner
Banner